segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Madeira - Uma ilha de Beleza e Encanto


Paisagens deslumbrantes, um clima ameno todo o ano, praias de areia dourada, o arquipélago da Madeira encanta quem o visita.


Foto: Pessoal

Situa-se no Oceano Atlântico, sendo oficialmente designada por Região Autónoma da Madeira. É um arquipélago português e faz parte integral da União Europeia.


Foto: Pessoal

A primeira ilha a ser descoberta foi Porto Santo (1418), por João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira. No ano seguinte estes navegadores acompanhados de Bartolomeu Perestrelo chegam à ilha da Madeira.

Tendo sido notadas as potencialidades das ilhas, bem como a importância estratégica destas, iniciou-se por volta de 1425 a colonização.


Foto: Pessoal

Foto: Pessoal

De origem vulcânica, o arquipélago é formado pela ilha da Madeira, Ilha de Porto Santo, as duas ilhas principais e as únicas habitadas e pelas Ilhas Desertas e Ilhas Selvagens.


Foto: Pessoal


Foto: Pessoal
Foto: Pessoal


A Madeira é uma ilha de extraordinária beleza, na qual se destacam as suas belas paisagens, florestas, praias, piscinas naturais e artificiais, ribeiras e as suas cascatas.


Foto: http://hdwp.net

Foto: http://www.wallpaperhi.com


Possui um relevo bastante acidentado, sendo os pontos mais altos o Pico Ruivo (1862 m), Pico das Torres (1851 m) e o Pico do Arieiro (1818 m). A costa norte é dominada por altas arribas e na parte ocidental da ilha surge uma região planáltica, o Paul da Serra (1300–1500 m).


 Foto: Pessoal


O relevo, bem como a exposição aos ventos predominantes, fazem com que na ilha existam diversos micro-climas. A precipitação é mais elevada na costa norte do que na costa sul. Não existem grandes variações térmicas durante todo o ano mantendo-se o clima ameno.


Foto: Pessoal


Todos estes fatores levam a que a Madeira possua uma natureza exuberante, existem várias Reservas Naturais e a sua Floresta Laurissilva foi classificada como Património Mundial pela UNESCO em 1999. Ver mais AQUI.


Foto: http://santanamadeirabiosfera.com


As suas levadas, cursos de água artificiais criados para levar água excedente das chuvas no interior para os campos agrícolas de toda a ilha, são uma forma muito procurada de visitar e apreciar a exuberante beleza natural desta lindissima ilha. A construção destes admiráveis canais começou no século XVI, sendo as construções mais recentes da década de 1940, fornecendo água para centrais hidroeléctricas e também para fins de irrigação.


Foto: wikipedia_Author Jörg Schmalenberger -OEXX-


A ilha de Porto Santo tem uma constituição geomorfológica completamente diferente à da ilha da Madeira. Muito plana, apresenta um solo arenoso e muito pobre em nutrientes pouco apto para a agricultura. O ponto mais alto é o Pico do Facho com 517 m de altitude. Possui uma praia de areia fina e dourada com 9 km de extensão.


Foto de: Panoramio_GinoeGina


Actualmente, o turismo constitui uma importante fonte de receitas da economia madeirense. No sector agrícola, a produção de banana dirigida fundamentalmente ao consumo regional e nacional, as flores e o afamado vinho da Madeira, constituem também um forte contributo para a economia regional.


Foto: net


A pecuária complementa a actividade agrícola sendo o gado ovino e caprino os mais predominantes. A pesca recorre ainda a métodos artesanais e as principais espécies capturadas são o atum e o peixe-espada. Na industria destacam-se os bordados Madeira, tapeçaria e artigos de vime.


Foto: net


Vamos Divagar um pouco por alguns dos seus lindos municípios.

■ Funchal
O Funchal situa-se a Sul da Ilha da Madeira e é a cidade mais importante da ilha, e a porta de entrada para o Arquipélago da Madeira. Recebeu o primeiro foral entre 1452 e 1454, sendo elevada a vila e a sede de concelho. Foi elevada a cidade em 1508.

 Foto: pessoal

A visitar:

Jardins Botânicos da Madeira  - A cerca de 3 km do Funchal, é um dos mais belos jardins botânicos do mundo. Fundado pelo engenheiro Rui Vieira, o Jardim Botânico da Madeira foi inaugurado a 30 de Abril de 1960.

 foto: Pessoal
 Foto: Pessoal

A vegetação exuberante forma jardins coloridos, tornando esta uma das maiores atracções do arquipélago. É constituído por diversas espécies botânicas, mais de 2 500 plantas, oriundas de todos os continentes que coexistem em harmonia, cerca de 300 aves exóticas e 200 espécies indígenas da Região.


Foto: Pessoal
Foto: Pessoal


Convento de Santa Clara - Datado de finais do século XV, foi fundado por João Gonçalves da Câmara. Chegou aos nossos dias com a mesma missão que originou a sua criação há 500 anos atrás: um convento de freiras Franciscanas. A capela - mor da Igreja de Nossa Senhora da Conceição tem um magnífico sacrário de prata. Tem, também, um vasto tapete de azulejos do século XVIII.

Palácio de São Lourenço- localiza-se no centro histórico da cidade do Funchal. Constitui-se num conjunto monumental originalmente com a dupla função de fortificação e palácio, é um edifício de estilos manuelino e maneirista. Do monumento destacam-se os jardins, o Salão Nobre, a Sala Verde, e a Sala de Audiências.


Foto: wikipedia_Vitor Oliveira

Sé Catedral do Funchal - É um dos poucos edifícios que sobreviveram virtualmente intactos desde os tempos da colonização. Ordenada construir em 1514 pelo rei D. Manuel I, fica no coração do centro histórico. A igreja possui uma excepcional cruz processional em prata, oferecida por D. Manuel I, que é considerada uma das obras-primas da ourivesaria manuelina portuguesa.

Jardim Tropical Monte Palace - Situado no Monte o jardim, ocupa uma área de 70.000 m2 e alberga plantas exóticas oriundas de vários continentes. Foi concebido por José Berardo e inclui uma das mais importantes colecções de azulejos de Portugal. Os azulejos expostos no meio da vegetação tropical representam diversas eras e provêm de palácios, igrejas, capelas e casas privadas de todas as partes do país. O jardim foi também enriquecido com a introdução de peixes Koi nas lagoas existentes.


Foto: http://www.berardocollection.com


A partir de Santa Maria, é possível subir de teleférico até ao Monte (uma vila muito pitoresca e com uma grande área natural - onde é de visitar a Igreja e a Quinta Monte Palace, que inclui um museu e um jardim tropical) e depois descer de carrinho de cesto, experiência única a desfrutar na região.


 Fotos: Pessoal



■ Câmara de Lobos
O concelho foi criado em 1835 e a vila foi elevada à categoria de cidade a 2 de Agosto de 1996. Do património histórico da freguesia de Câmara de Lobos salienta-sela igreja de São Sebastião, as capelas, onde sobressai a de Nossa Senhora da Conceição e o antigo convento de São Bernardino. Neste concelho é produzido o universalmente famoso Vinho da Madeira. A melhor maneira de ver a configuração da sua caracteristica baía é subindo ao Pico da Torre.


Foto: Wikipedia_Zarco

■ Calheta
É limitada a noroeste pelo município do Porto Moniz, a nordeste por São Vicente e a oeste pela Ponta do Sol, sendo banhada pelo oceano Atlântico a sul e a oeste. Do seu património a não perder uma visita à Igreja Matriz do Espiríto e ao Farol da Ponta do Pargo.


Foto: Wikipedia_Don Amaro

■ Machico
Foi neste concelho que desembarcaram pela primeira vez os descobridores da Madeira, João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira, entre 1418 e 1420. O concelho recebeu foral em 1451 e foi-lhe outorgado em 1515 por D. Manuel I. O seu monumento mais importante é a Igreja Matriz, do século XV. A beleza da sua baía, conjugada com a profundeza do vale, fazem de Machico um autêntico hino à beleza e à natureza.


Foto: Wikipedia_Zarco

■ Ponta do Sol
O povoamento da Ponta do Sol ocorreu por volta de 1425, pouco tempo depois da descoberta da ilha, por colonos portugueses oriundos do Minho, da Beira Baixa, da Beira Alta e do Algarve. Tem paisagens magnificas e possuí uma vasta área florestal, de onde se destaca o planalto do Paúl da Serra. Este concelho regista um grande desenvolvimento cultural, económico e social, sendo uma localidade muito procurada pelo clima, pelo rico património e pelas belezas naturais.


Foto: Wikipedia_Paul Mannix

■ Porto Moniz
Situada na zona norte da Ilha da Madeira, é famosa pelas suas lindissimas piscinas naturais. Porto Moniz orgulha-se do seu património natural e arquitectónico, como a Igreja Matriz do século XVII, a Igreja de Santa Maria Madalena e o Forte de São João Baptista.



Foto: Pessoal

■ Ribeira Brava
A origem do nome deve-se à sua ribeira (a Ribeira Brava), que em épocas de chuvas apresentava um caudal muito forte, chegando a causar estragos ao longo do percurso. Possui um património cultural do qual fazem parte a Igreja Matriz, uma pequena fortificação, o Forte de São Bento da Ribeira Brava, o Museu Etnográfico da Madeira e um pequeno núcleo museológico, dedicado a arte sacra.


Foto: Wikipedia_Paul Mannix

■ Santana
Localiza-se na costa norte da Ilha da Madeira, é famosa pelas suas tradicionais casas triangulares de duas águas com tecto de colmo e sobre estruturas de madeiras (as palhaças), coloridas com as típicas cores madeirenses de branco, azul e vermelho. Situa-se a cerca de 312 metros de altitude, oferecendo uma vista panorâmica linidissima sobre a ilha e a costa atlântica, assim como vistas inesquecíveis sobre a Floresta Laurissilva, classificada pela UNESCO como Património Mundial Natural. Do seu património arquitectónico, destacam-se a Capela de Santo António, no lugar de Santo António, do século XVI, a Capela de Santa Ana (século XVII) e a Igreja Matriz de São Jorge.


Foto: http://bestfreehdwallpaper.com


■ São Vicente
O seu património cultural é particularmente rico, abrangendo importantes testemunhos de carácter arquitectónico, etnográfico e artístico, com particular destaque para a paisagem natural, cujo cenário é a espectacular Floresta Laurissilva. Em São Vicente, uma das visitas obrigatórias são as grutas e o Centro de Vulcanismo de São Vicente. Do seu património arquitetónico é de salientar a capela de São Vicente e a igreja matriz de São Vicente. A capela de São Vicente situa-se na foz de ribeira que atravessa a sede do concelho, tendo sido construída e escavada na rocha de basalto predominante na área em 1694. A igreja matriz de São Vicente, data a sua construção do início do século XVII.


Foto: Wikipedia_ Jongleur100

■ Santa Cruz
A povoação de Santa Cruz é uma das mais antigas de toda a ilha, datada dos inícios do século XV. O concelho foi criado em 26 de Junho de 1515, sendo elevada à categoria de cidade a 2 de Agosto de 1996. A nível do património arquitectónico, destacam-se a Igreja Matriz de Santa Cruz, mandada construir por D. Manuel I, o Edifício dos Paços do Concelho, a Capela de Nossa Senhora dos Remédios e a Capela de Nossa Senhora da Piedade, do fim do século XVII.


Foto: Wikipedia_ Koshelyev

Onde dormir:
A ilha conta com várias unidades hoteleiras, de turismo de habitação e de turismo rural, entre outros:

- Suite Hotel Eden Mar – Funchal - Excelentes piscinas, espaços exteriores com jardins lindos, uma vista deslumbrante, pessoal simpático e profissional e um ambiente acolhedor, adorei! 




Fotos: Pessoais


- Estalagem do Vale - S. Vicente
- Pestana Porto Santo Beach Resort & Spa – Porto Santo
- Hotel Four Views Oasis - Caniço de Baixo


Festas turisticas
O Carnaval, com um grande Cortejo Alegórico composto por 7-8 trupes regionais que desfilam ao longo das principais avenidas do Funchal, ao som e ritmo do samba, com muita cor e alegria.

A Festa da Flor, é o segundo maior cartaz turístico da região, um evento único mundialmente, ocorre na Primavera sendo composta de carros alegóricos que desfilam no centro do Funchal, perfumando o ar com uma multiplicidade de odores florais.

Foto: Gregorio Cunha.www.gregoriocunha.com

O Rali Vinho Madeira, decorre no fim de Julho e/ou princípio de Agosto e é uma das provas do Rali Nacional.

A Madeira é particularmente famosa pelo seu espectacular fogo-de-artifício no Ano Novo, classificado como um dos maiores espectáculo pirotécnico do mundo.



Vá visitar, Vale a pena admirar este paraíso de encanto e beleza no meio do Atlântico.

Fontes e Fotos: Wikipedia; http://www.madeira-web.com/; www.guiadacidade.pt/; http://www.madeirarural.com/; http://wikitravel.org/; http://www.madeira-live.com/pt/; http://www.montepalace.com/; Panoramio; http://bestfreehdwallpaper.com; http://santanamadeirabiosfera.com; http://www.berardocollection.com; fotos pessoais, outros




Sempre que viajamos seja física ou virtualmente (através por exemplo da leitura), alargamos os nossos horizontes, pois vamos conhecer novos locais, novos costumes, novas realidades e gentes. Aumentamos o nosso conhecimento e enriquecemos interiormente.

13 comentários:

  1. Oi Maria, viajar por aqui virtualmente é encantar os olhos e adquirir conhecimento.
    Lindas imagens, uma semana abençoada pra ti, beijos

    ResponderEliminar
  2. Maria, minha flor de Portugal, que lugares mais lindos, mais abençoados em belezas e encantos. Adoraria passear por todos eles, mas enquanto não vou, agradeço este maravilhoso passeio que nos proporcionou.
    ótima semana amiga, beijos
    Valéria

    ResponderEliminar
  3. A Madeira é linda,faz jus ao nome:Pérola do Atlântico.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  4. Realmente a Madeira é linda. Gostei de tudo o que vi e de assistir o desfile da Flor. É belíssimo!
    (Só não tive coragem de andar no "cesto"!)

    ResponderEliminar
  5. Estive no Funchal apenas por 8 horas, num cruzeiro, por isso vi pouco ou quase nada.
    Agora ao ler este post vi que há muito que ver e bem bonitas as imagens...
    deu-me vontade de lá voltar.

    Acho que não ia ter coragem de andar no "cesto"!
    Convido-a a visitar mais uma vez o meu NOVO blog que ainda está no inicio:
    "OS MEUS PENSAMENTOS"

    Maria, soube do concurso do Aventar?
    Pois...
    há pessoas que participaram e não são nada activas,
    estão mais que 1 mês sem fazerem nenhum post,
    não concordo
    pois o "empenho" deve ser
    um dos requisitos principais.

    Então eu...
    que faço muito mais posts
    pelo menos 1 por semana
    deveria ter muitos votos se tivesse concorrido...
    mas nenhum dos meus "amigos" me avisou do concurso...é assim,
    temos grandes amigos na blogosfera.

    Avaliando-me acho que sou daquelas pessoas que ainda me empenho na blogosfera e vou vendo muitas pessoas a desistir.

    Eu posso dizer:
    Blogar é um prazer!!!

    Beijos meus.

    ResponderEliminar
  6. Excelente post sobre a Ilha da Madeira....
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  7. Parabéns pela postagem completíssima sobre essa mágica ilha encantada !!!

    De longe admiro esse lugar que me encanta com suas flores maravilhosas e em grande quantidade, como vemos na Festa da Flor !
    Parece ser um pedacinho do paraíso na terra.

    Obrigada por partilhar.
    Beijo

    ResponderEliminar
  8. Many places of enchantment and beauty indeed! Great photos!

    ResponderEliminar
  9. Maria,

    Como sempre foi bom passar por aqui e ver uma mgnífica e completíssima reportagem sobre as Ilhas da Madeira e Porto Santo, onde não faltarem as referências históricas e outras de grande interesse cultural.

    Obrigada por esta viagem que nunca fiz, quem sabe num dos próximos anos.

    Beijinhos
    Branca

    ResponderEliminar
  10. Gostei imenso da Madeira e quero lá voltar.
    Percorri toda a ilha numa semana. Uns amigos que vivem ali, levaram-me da mão pelos pontos maravilhosos que aqui tão bem descreves.
    Fiquei admirado quando cheguei a Santana e vi as mesmas casas típicas que se podem ver na Valência na que vivo há já muitos anos.
    Fez-me relacionar o de México com Egipto. Como é possível que ao mesmo tempo se possam, construir coisas iguais tão separadas na distância?
    Fez-me bem vir até aqui... recordar é viver!
    Um grande abraço desde terras valencianas, terra do Cid.

    ResponderEliminar
  11. Gostei da Madeira, quando a visitei em 1976, mas não gostei da maneira com fui recebida.

    Bons sonhos.

    ResponderEliminar
  12. Maria, grata por nos proporcionar uma postagem tão maravilhosa. Que lugares lindos, amiga! Viajar virtualmente também faz bem à alma.
    Beijocas!

    ResponderEliminar
  13. Em Abril o que se pode fazer com crianças na Madeira? Nem se pode ir à praia e a temperatura é igual à de Lisboa

    Obrigada todos

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.